“Capital do homicídio”: Prisco reforça dados de jornal americano sobre Salvador

prisco

 

Na edição do último domingo (10), o jornal norte-americano The New York Times publicou uma reportagem apontando o abandono e o crescimento da violência em Salvador, na Bahia. O jornal chama a cidade de “capital brasileira dos homicídios”. Nesta segunda-feira (11), o coordenador-geral da Aspra, vereador Marco Prisco (PSDB) reforçou os dados e criticou a ação do governo.

“O que a matéria não citou é que os altos índices são consequência de uma política de segurança pública falida. Não conseguimos uma capital e um estado policiados se há um déficit de 34% na quantidade de PMs se comparado com o estabelecido por Lei Estadual. Temos 29 mil homens enquanto o ideal seriam 45 mil. Os servidores da segurança pública não são valorizados sofrem com sobrecarga de trabalho e baixo investimento em armamento e logística de pessoal”, analisou.

Conforme periódico americano, “Salvador agora tem mais homicídios por ano do que qualquer outra metrópole brasileira, incluindo a megalópole São Paulo, que é quatro vezes maior. A falência da segurança tem crescido de forma tão aguda e surreal, este ano, que as vítimas de homicídio estão sendo encontradas decapitadas, como no caso de um corpo encontrado em uma estrada para o aeroporto, e torturado por populares, e no caso de uma emboscada feita por moradores a um suspeito de estupro em uma favela chamada Bairro da Paz”, aponta a publicação.(Bocão News)

Share